FATOS SOBRE A LEISHMANIOSE

10-03-2016 00:00

- Nem todos os animais infetados desenvolvem a doença.

 

- Os animais infetados podem ser completamente assintomáticos exceto se ocorrer algum fator que faça desencadear o processo de infeção latente.

 

- A leishmaniose clínica em zonas endémicas é apenas a ponta do iceberg pois animais infetados e assintomáticos são a maioria da população.

 

- É uma doença largamente difundida no nosso País sendo que, a zona onde nos inserimos é considerada endémica (com elevado número de casos e risco de contrair a doença).

 

-É uma doença que não tem cura logo a arma mais eficaz para a combater é a prevenção:

 

  • Uso de produtos antiparasitários externos com repelência para o flebótomo durante os meses de maior actividade do mesmo ( fevereiro a outubro)

 

  • Uso de estimuladores da imunidade inata que diminuem o risco de o animal contrair a doença clínica até 7,2 vezes

 

  • Vacinação

 

  • Eliminando comportamentos de risco como a exposição do animal ao exterior desde o por do sol ao amanhecer (altura da actividade do mosquito)  

 

- Estes métodos podem e devem ser usados em conjunto fazendo uma protecção mais completa do animal.www.youtube.com/watch?v=R-0RjaWM020#t=27

URGÊNCIAS 24 HORAS POR DIA TODO O ANO