UM CÃOZINHO COM SORTE!

05-11-2012 18:03

O Pinus é um Epagneul Breton de 5 anos que, como todos os cães da sua raça, adora correr e saltar. Foi num dos saltos que deu da carrinha do dono para o chão que se começou a queixar e a não apoiar o membro anterior.

Chegou à consulta cheio de dores e muito queixoso. Foi-lhe imediatamente administrado anti-inflamatório e analgésicos e se realizou a radiografia da pata afectada, tendo-lhe sido diagnosticada uma fractura do rádio e cúbito direito.

Devido à gravidade da fractura foi sugerida a redução cirúrgica da mesma. O dono aceitou e assim foi a fractura estabilizada mediante a colocação de um pino intra-ósseo.

Ao fim de 2 meses, retirou-se o pino e o Pinus pôde voltar as suas caçadas novamente.

Nem todas as fracturas necessitam de cirurgia sendo, por vezes, apenas necessária a estabilização da mesma com imobilização por tala.

O importante é, no caso de suspeita de fractura, procurar auxílio médico-veterinário o mais rapidamente possível, não só para minimizar a dor, a inflamação e hemorragia que ocorre localmente mas também para evitar que haja início de formação de calo ósseo e retracção muscular que torne inviável a recuperação do membro afectado.

Em caso de dúvida, não hesite em contactar-nos.

URGÊNCIAS 24 HORAS POR DIA TODO O ANO